Comunidade Imaginada

:: coisas da antropologia ::

Arquivo de open access

Open Access Anthropology Journals

open access logo

Lista de revistas de antropologia de acesso livre compilada polo blog antropologi.info, que inclui revistas em português.

O site aceita sugestões.

Open Access em Portugal

Alguns repositórios científicos “open access” em Portugal:

Semana Internacional do Acesso Livre

OAW
De 19 a 23 de Outubro decorre a primeira semana internacional pelo acesso livre à produção científica e resultados de investigação académica nas várias áreas científicas.

No site Open Access Week recolhi estes links que vale a pena conhecer e explorar:

«Anthrosource» oferece dois meses de acesso livre

Durante Novembro e Dezembro vai ser possível aceder aos artigos publicados [a partir de 1997] na Anthrosource, a revista da triplo-A, a American Anthropological Association, habitualmente de acesso restrito, i.e., possível mediante pagamento. E para abrir o apetite para o banquete estão já disponíveis 25 artigos, que a Anthrosource considera o top+ dos downloads da revista.

No topo da lista, Do Muslim Women Really Need Saving? Anthropological Reflections on Cultural Relativism and Its Others, de Lila Abu-Lughod.

Uma prendinha de natal ou uma pequenina abertura ao “open access”? Whatever… é para aproveitar, são mais de 10 anos de produção antropológica convertida em free pdf!

Antropolis : grupo em português na OAC

periferia_resiste2A importância dada pelos impulsionadores da OAC à representação regional dos seus membros fez surgir diversos grupos com referências linguísticas ou regionais particulares.

A ideia não é “encarcerar” os membros da OAC em fronteiras nacionais, regionais ou linguísticas, mas precisamente o oposto. Isto é, dar relevância a esta presença, com o objectivo de ultrapassar a fronteira do anonimato em que vive a diversidade que constitui o conjunto das “world anthropologies”.

Antropolis pretende ser um ponto de encontro, de colaboração, de divulgação, de interrogações e de diálogo também em português, mas onde todos os “dialectos” falados na “polis antropológica” são bem vindos.

[CM]

OAC – Open Anthropology Cooperative

OAC_Members

Um grupo de antropólogos formou recentemente uma rede internacional, a OAC – Open Anthropology Cooperative , que pretende promover o debate, a comunicação, a troca de experiências e a colaboração entre antropólogos, utilizando a internet como meio de ultrapassar fronteiras nacionais, regionais e linguísticas.

A iniciativa, uma plataforma aberta que apela à colaboração multi-disciplinar e multi-regional, teve um sucesso imediato. No primeiro dia, 28/05, registaram-se mais de 200 membros (com ligações diversas à antropologia – desde estudantes a académicos) e formaram-se vários grupos temáticos e regionais. O número actual de membros ultrapassa já os 400 e formaram-se 37 grupos.

“I would encourage any of you to launch regional or language-based groups. We want OAC to be a multilingual platform allowing our members the freedom to be themselves in the medium and area that they choose.”, diz Keith Hart, o impulsionador directo da criação da OAC.

Para quem estiver familiarizado com redes sociais na Internet (como o Facebook e outras), o funcionamento da OAC é semelhante. Cada membro tem uma página pessoal e acesso a um conjunto de ferramentas de participação e interacção com todos os outros membros.

O processo de adesão é simples e o projecto merece o nosso apoio, divulgação e participação.

Entusiastas de primeira hora formaram um grupo em português, o Antropolis.

Para entrar na OAC e tornar-se membro (“sign up”): http://openanthcoop.ning.com/

Até lá!

1 de Maio: bloggers pelo Acesso Livre ao Conhecimento em antropologia

Via antropologi.info e lançado por Sara Anthro Blog chega este desafio aos blogs de antropologia: fazer do dia 1 de Maio o “Open Access Anthropology Day” – o Dia do Acesso Livre ao Conhecimento em Antropologia.

Os blogs que se juntarem à iniciativa  podem manifestar aqui a sua adesão ao evento e assinalar o dia nos respectivos blogs. A promotora do evento está aberta a ideias e sugestões.

Para saber mais sobre o movimento pelo Acesso Livre/Open Access, ver estes links (e respectivos links):

Acesso Livre ao Conhecimento (Universidade do Minho)

Why Open Access?

Textos publicados em antropologi.info e em Open Anthropology .

[CM]